Enxaqueca na Gravidez: saiba tudo sobre o assunto e como tratar

Apresentar sintomas de enxaqueca na gravidez é mais comum do que se imagina. Normalmente acontece por conta das alterações hormonais que ocorrem no corpo da mulher durante essa fase da vida.

As alterações nos níveis de estrogênio, ora ou outra podem desencadear dores de cabeça. Nesse sentido, a enxaqueca pode aparecer tanto na gestação, como pelo uso de hormônios ou nos períodos de TPM.

A enxaqueca na gravidez pode se manifestar com ou sem aura. Independente do caso, não atingem o bebê, porém, devem ser tratados assim que os sintomas aparecerem. Visto que, há possibilidade do problema derivar de outras questões de saúde. Portanto, a ida ao médico é importante.

Muitas são as dúvidas sobre a enxaqueca na gravidez. Se você sente, já sentiu ou conhece alguém com dores de cabeça durante a gestação, siga a leitura e informe-se para tratar o problema da forma certa.

Enxaqueca na Gravidez é Normal?

Mulher com enxaqueca na gestação

A enxaqueca na gravidez acontece devido as alterações nos níveis de estrogênio, ou seja, das alterações hormonais comuns durante este período. Sendo assim, ter dores de cabeça durante a gestação é normal.

A enxaqueca na gravidez costuma aparecer logo nos primeiros meses de gestação, reduzindo e, até mesmo, desaparecendo durante o segundo ou terceiro trimestre do período. Isso acontece comumente em mulheres que sofriam de enxaqueca nas fases menstruais.

Já nos casos de enxaqueca com aura, aquela em que os sintomas da dor de cabeça são acompanhadas de alucinações visuais e/ou cegueira, assim como descontrole dos movimentos, a melhora pode retardar ou não acontecer.

Enxaqueca na Gravidez é Perigoso?

A enxaqueca na gravidez não é perigosa, assim como não traz nenhum risco para o bebê. Entretanto, a procura pelo médico é sempre importante assim que os primeiros sinais aparecerem.

Isso porque os sintomas da dor de cabeça podem não ser somente sobre enxaqueca. Nesse sentido, somente um médico especializado poderá dar o diagnóstico correto e um possível tratamento para combater o problema, garantindo o bem-estar da gestante.

Enxaqueca com Aura na Gravidez: saiba os sintomas e como tratar

Como tratar enxaqueca com aura na gravidez

A enxaqueca com aura na gravidez pode aparecer, principalmente, em mulheres com histórico do problema. Entretanto, a quantidade das crises tende a diminuir conforme os níveis do estrogênio regularem, permitindo a dilatação dos vasos sanguíneos e a prevenção das dores de cabeça.

A enxaqueca com aura se manifesta cerca de até 40 minutos antes da incidência da dor. Ela tem sintomas como alterações visuais e cegueira, gerando embaçamento da visão, pontos de luz, tontura, dificuldade de movimentar o corpo, falta de controle para andar e por vezes dificuldade para falar.

Quando há incidência da enxaqueca com aura na gravidez, é recomendado seguir os seguintes passos:

  • Tomar analgésicos como Paracetamol e ASS;
  • Remédios prescritos pelo médico como Sumax e Cloridrato de Propranolol;
  • Repousar em local calmo;
  • Ficar em local escuro;
  • Ficar longe de estímulos sonoros;

Por mais que a enxaqueca na gravidez não apresente riscos ao bebê, quando ela é acompanhada de aura e se manifesta frequentemente, a procura pelo médico é fundamental para que um tratamento adequado possa ser feito.

Enxaqueca na Gravidez: o que fazer?

grávida com enxaqueca meditando

O tratamento da enxaqueca na gravidez pode se dar por meio de medicamentos, assim como formas alternativas e mudanças nos hábitos rotineiros para prevenir novas crises. Confira algumas dicas abaixo:

Remédio para enxaqueca na gravidez

Analgésicos e anti-inflamatórios comuns podem ser utilizados para tratar a dor. Entretanto, dependendo do tipo de remédio, é possível que mulheres em gestação não possam tomar ou precisem de prescrição médica. Por isso, para saber qual o medicamento é ideal para cada tipo de dor, a consulta é imprescindível para atender ao diagnóstico.

Dentre outros tipos de tratamento, estão:

  • Chás e remédios caseiros: os chás medicinais são boas opções para quem deseja tratar a enxaqueca na gravidez de forma natural. Os de camomila, gengibre, hortelã e erva cidreira são uns dos mais recomendados. Entretanto, é preciso certificar-se com o médico que acompanha a paciente para saber se os chás não causam nenhum efeito colateral à gestação;
  • Trabalhar a respiração: fazer exercícios respiratórios é bastante eficaz para relaxar o corpo e a mente, afastando as dores de cabeça;
  • Hidratar o corpo: dores de cabeça podem ser sinal de corpo desidratado. Por isso, beber água durante o dia é ideal para afastar as crises de enxaqueca;
  • Meditação e yoga: essas práticas ajudam equilibrar a energia corporal, trazendo sensação de bem-estar e alívio de tensão ao corpo. Diariamente, podem afastar gatilhos que provocam a enxaqueca;
  • Descansar: quando a dor bater, é ideal procurar repousar em local de pouca luminosidade e silencioso, para que a cabeça possa relaxar e a dor diminuir;
  • Compressa de água: colocar compressa de água fria ou morna no local da dor de cabeça ajuda a proporcionar alívio à enxaqueca.

Dentre outras medidas para combater e prevenir a enxaqueca na gravidez, estão:

  • Alimentação equilibrada com frutas e legumes;
  • Caminhadas;
  • Exercitar o corpo;
  • Evitar o estresse e ansiedade;
  • Evitar permanecer em locais muito barulhentos;
  • Dormir por oito horas;
  • Evitar consumo de industrializados;
  • Evitar café e refrigerantes.

No vídeo abaixo, a doutora Eliana Melhado fala sobre a enxaqueca na gravidez e sobre a orientação de medicamentos para combater o problema.

Fontes


http://www.scielo.mec.pt/pdf/rpmgf/v33n3/v33n3a08.pdf


http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/310812/1/Melhado_ElianaMeire_D.pdf

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *